Quantidade de Páginas visitadas

DIA 20 DE NOVEMBRO DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA
DIA 20 DE NOVEMBRO DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA




O Dia Nacional da Consciência Negra é celebrado, no Brasil, em 20 de novembro.


Foi criado em 2003 como efeméride incluída no calendário escolar — até ser oficialmente instituído em âmbito nacional mediante a lei nº 12.519, de 10 de novembro de 2011, sendo considerado feriado em cerca de mil cidades em todo o país e nos estados de Alagoas, Amazonas, Amapá, Mato Grosso e Rio de Janeiro através de decretos estaduais. Em estados que não aderiram à lei a responsabilidade é de cada câmara de vereadores, que decide se haverá o feriado no município.

A ocasião é dedicada à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira. A data foi escolhida por coincidir com o dia atribuído à morte de Zumbi dos Palmares, em 1695.



TRABALHOS REALIZADOS PELOS ALUNOS



















15 de novembro PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA


No dia 15 de novembro comemoramos a instalação da República no Brasil, uma forma de governo na qual o povo exerce a sua soberania por meio da escolha do chefe da nação. Este foi um capítulo muito importante na história do Brasil, já que hoje vivemos em um regime democrático. Vamos relembrar como tudo isso aconteceu?

Antes de se tornar uma República, o Brasil era um Império. Em outras palavras, éramos independentes de Portugal, no entanto, todas as decisões eram tomadas de forma unilateral pelo imperador, D. Pedro II. A monarquia começou a ficar enfraquecida no fim do século XIX, período em que o Brasil passava por uma série de mudanças sociais e econômicas.

Com o fim da escravidão, o Império perdeu o importante apoio dos escravocratas, uma vez que os republicanos (que eram aqueles que queriam acabar com a monarquia) compartilhavam os mesmos ideais dos abolicionistas. D.Pedro II também perdeu o apoio fundamental da Igreja ao interferir em assuntos religiosos. Os militares estavam descontentes pela atitude do imperador de proibir os mesmos de se expressarem na imprensa. Por fim, a classe média (jornalistas, médicos, comerciantes, etc.), que estava em constante crescimento, desejava conquistar um espaço maior nas decisões políticas. Todos estes fatores foram fundamentais para o fim das bases de sustentação da monarquia no Brasil.
Em 15 de novembro de 1889, o marechal Deodoro da Fonseca declarou o fim do período imperial. Naquele mesmo dia se formou um governo provisório. Assim, o marechal se tornou o primeiro presidente da história do Brasil. Ciente de que não conseguiria de forma alguma reverter tal situação, D. Pedro II apenas aceitou a vontade do povo e retornou para Portugal.

JORNAL DO GIL 3ª Edição
JORNAL DO GIL 3ª Edição








Visita da ginasta Angélica Cristine Kvieczynski



DIA DO PROFESSOR
DIA DAS CRIANÇAS











ESCOLA
●A Direção e APMF da Escola Gil Stein, agradecem aos professores, funcionários, pais, alunos e comunidade em geral pela colaboração na festa julina. Apresentamos o resultado.●






OBMEP 2016
Está chegando o dia da prova da 2ª Fase da OBMEP: será neste sábado, dia 10 de setembro, ás 14:30 (horário de Brasí­lia) na Escola Gil Stein.
JOGOS BOM DE BOLA
Parabéns aos alunos atletas da nossa escola pelo 2º lugar nos Jogos Bom de Bola que foi realizado na cidade de Castro.
PLANO DE ABANDONO

Por meio do Plano de Abandono Escolar e de suas simulações, o Programa vislumbra a preparação da comunidade escolar para atuar de modo seguro numa situação em que haja a necessidade de saída emergencial da edificação escolar.


Realizado no dia 26/08/2016.

TURMAS MANHÃ


TURMAS TARDE




11 DE AGOSTO DIA DO ESTUDANTE
APRENDENDO COM A PRÁTICA
Os alunos dos 9º anos do turno da manhã e do turno da tarde, trabalharam na prática a identificação de ácidos e bases, testaram a condutibilidade elétricas dessas funções químicas.
Utilizando-se de várias substâncias solicitadas pela professora e dos indicadores fenolftaleína, papel tornassol azul, papel tornassol vermelho e suco de uva foi possível identificar as substâncias pela cor apresentada após reações químicas quando mergulhados nas substâncias trabalhadas.
Profª Vera Batista




JORNAL DO GIL - 2ª EDIÇÃO
Aula Prática com os alunos do 6º ano A, B, e C
O Relevo Continental e os Agentes Internos


Para conhecer o mundo atual em sua diversidade e compreender como as paisagens, os lugares e os territórios se constroem, é preciso considerar que o espaço geográfico é constantemente modificado pelas ações humanas e pelos agentes internos do planeta Terra, como os terremotos e as erupções vulcânicas, que são responsáveis pela construção das formas de relevo.

Autor: Profª Rosecleia Kielt

6° "A" Manhã




6° "B" Manhã




6° "C" Tarde


Festa Julina 2016
Agradecemos a todos que participaram!!!!!












Validador

CSS válido!

Secretaria de Estado da Educação do Paraná
Av. Água Verde, 2140 - Água Verde - CEP 80240-900 Curitiba-PR - Fone: (41) 3340-1500
Desenvolvido pela Celepar - Acesso Restrito